Remarketing: o caminho para (re)atrair clientes

Lembra daquela tão sonhada geladeira, relógio, tênis ou qualquer outro produto que você tenha pesquisado em um site e depois teve a sensação de estar sendo “perseguido” pelo produto? Isso não é obra do acaso, mas sim de uma importante ferramenta de publicidade chamada remarketing.

Com este recurso você pode exibir os anúncios para as pessoas que já demonstraram o interesse, mas não compraram o produto, quando acessaram o website ou usaram o aplicativo para dispositivos móveis. A intenção é conectar novamente a empresa a esses consumidores com anúncios relevantes.

O remarketing é considerado um componente estratégico para promoção da marca e também para impulsionar o retorno do investimento (ROI) para os anunciantes.

Leia Mais: Como mensurar e otimizar canais de marketing digital

Entre as plataformas utilizadas para promover a técnica de remarketing estão: O Google AdWords e o Facebook Ads. Em artigo, o Google AdWords lista vários benefícios desta estratégia, que visa alcançar as pessoas quando estão propensas a compra. As empresas também podem aproveitar o momento favorável para criar listas personalizadas de clientes.

Com estas ferramentas será muito mais fácil você se conectar com os clientes em potencial. Você pode apresentar mensagem ou oferta atrativa que incentivará o retorno a seu site e a conclusão de uma compra.

Remarketing com o Google AdWords

O Google AdWords faz o trabalho em etapas. Encontra automaticamente novos clientes em potencial cujos interesses e características sejam semelhantes aos das pessoas de sua lista de remarketing. Quanto mais características e interesses as pessoas da sua lista de remarketing têm em comum, melhor funcionam os Públicos-alvo semelhantes.

Leia mais: Google Marketing: indispensável para uma estratégia digital

Remarketing: aliado para (re)atrair clientes
Ciclo de funcionamento de uma campanha de remarketing utilizando o Google Adwords

Veja abaixo as formas de remarketing que é possível fazer com o Google Adwords, segundo o site de suporte do Google Adwords Brasil (https://support.google.com/adwords/answer/2453998?hl=pt-BR):

  • Remarketing padrão: exiba anúncios a visitantes anteriores enquanto eles navegam em websites e usam aplicativos da Rede de Display.
  • Remarketing dinâmico: impulsione seus resultados com o remarketing dinâmico, que eleva o remarketing a outro nível com anúncios de produtos ou serviços que as pessoas já viram no seu website.
  • Remarketing para aplicativos para dispositivos móveis: exiba anúncios para pessoas que já usaram seu aplicativo ou website para dispositivos móveis enquanto elas usam outros aplicativos ou websites desse tipo.
  • Listas de remarketing para anúncios da Rede de Pesquisa: exiba anúncios a visitantes anteriores enquanto eles continuam pesquisando o que precisam no Google, depois de sair do seu website.
  • Remarketing de vídeo: exiba anúncios a pessoas que interagiram com seus vídeos ou seu canal do YouTube enquanto elas navegam no YouTube e em vídeos, website e aplicativos da Rede de Display.
  • Remarketing de lista de e-mails: com a segmentação por lista de clientes, faça o upload de uma lista de endereços de e-mail fornecidos pelos seus clientes. Quando essas pessoas estiverem conectadas à Pesquisa Google, ao YouTube ou ao Gmail, você poderá exibir anúncios para elas.

Segundo Google AdWords, a configuração da campanha de remarketing depende das metas da sua empresa e dos tipos de clientes que você deseja alcançar. Para atingir os objetivos, é necessário ficar atento as configurações da campanha.

Remarketing no Facebook

O Facebook também permite a prática do remarketing por meio da instalação de um pixel de conversão – um trecho de código JavaScript do site que permite medir, otimizar e criar públicos para as campanhas de anúncios.

Leia mais: Introdução ao Marketing no Facebook

Você pode aproveitar as ações que as pessoas executam no site por meio de dispositivos para tornar suas campanhas de publicidade do Facebook mais eficazes. Com o pixel do Facebook, você pode:

  • Medir conversões em vários dispositivos: Veja como seus clientes estão transitando em seus dispositivos antes da conversão.
  • Otimizar a entrega para pessoas mais propensas a agirem: garanta que seus anúncios estão sendo vistos pelas pessoas mais propensas a executarem a ação que você deseja, como comprar ou preencher um formulário.
  • Criar automaticamente públicos para visitantes de sites para redirecionar: crie Públicos Personalizados para as pessoas que executam ações específicas em seu site, como visitar uma página do produto, adicionar ao carrinho ou comprar um produto.
  • Criar Públicos Semelhantes: encontre mais pessoas parecidas com seus melhores clientes.
  • Executar anúncios de produtos dinâmicos: Crie anúncios relevantes e oportunos no Facebook com base nos produtos que as pessoas acessaram no seu site.
  • Acessar Informações de Público: Obtenha informações importantes sobre as pessoas que visitam seu site.

O Facebook destaca na página de suporte que também fornece relatórios entre dispositivos, o que permite que você veja como as pessoas estão se movimentando entre os dispositivos para fazer conversões entre aplicativos e a Web.

Cita o exemplo, se um cliente vê um anúncio de um produto no celular, mas decide realizar a compra mais tarde no computador, você pode visualizar esses dados também. Estas informações poderão balizar as ações e estratégias para atingir o objetivo final da compra.

Conexão e resultados

Com o remarketing, a conexão entre a empresa e um potencial cliente aumenta consideravelmente, é mais uma chance para você atrair atenção e oferecer vantagens para que a compra seja consolidada. Também é uma estratégia para promover a satisfação do cliente com um atendimento direcionado e personalização das ações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *